Viva o Dia do Trabalhador!

mardonio palavra presidente

Palavra do Presidente

Neste dia 1º de maio é comemorado o Dia do Trabalhador, feriado em nosso País e um dia importante para fazermos uma reflexão do nosso futuro. Quando falamos pensarmos no futuro está relacionado em especial à reforma trabalhista em vigor,  que vários congressistas falaram que foi a modernização das relações trabalhistas. Uma reforma apresentada pelo Planalto e votada na Câmara e no Senado Federal sem nenhum destaque e nenhuma mudança. A reforma trabalhista que tinha como mote gerar milhares de empregos e que seria a salvação para diminuir o alto índice de desemprego em nosso País!

Pois é, isso foi por águas abaixo! Isso porque a poucos dias o IBGE apresentou aos brasileiros uma pesquisa que revela o contrário, ou seja, que o desemprego aumentou e está chegando quase aos 14 milhões de desempregados. Vocês acham isso reforma ou deforma? Além de gerar mais desempregos, ela também enfraqueceu os sindicatos dos trabalhadores, tirando um dos papéis principais que é fiscalizar as homologações das rescisões trabalhistas realizadas nos sindicatos. Acabou com o imposto sindical, uma das receitas mais importantes para os sindicatos que ofereciam assistência médica, odontológica, laboratorial, jurídica, social e etc.

A reforma trabalhista também fez vários sindicatos demitirem seus funcionários por conta da extinção do importo sindical e deixou outros tantos à beira da falência e de fechar suas portas. Esse baque só quem perde são os trabalhadores, pois não terão representantes para tratar de seus interesses junto aos patrões em negociações coletivas.

Em resumo, o Congresso Nacional simplesmente rasgou a nossa Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT e deu um passo atrás nas relações capital x trabalho, lógico, privilegiando o lado mais poderoso e prejudicando a massa de trabalhadores que fica mais vulnerável ao trabalho análogo a escravo, grávidas trabalhando em locais insalubres e dificultando ainda mais a criação de empregos formais como foi confirmada pela pesquisa apresentada pelo IBGE.

Então, não nos resta outra alternativa a não ser de continuar a nossa luta por qualidade de vida para os nossos trabalhadores e trabalhadoras do nosso Amazonas e do Brasil. Este ano temos eleições gerais, precisamos dar o troco naqueles que querem o nosso mau, que não votam a favor dos trabalhadores, que querem apenas lutar por seus interesses corporativos e pessoais.

Precisamos acordar e termos a nossa bancada de trabalhadores na Câmara e no Senado Federal. Vamos, então, nos unir, já que estamos em número maior, somos uma massa de milhões de trabalhadores e trabalhadoras e precisamos eleger candidatos que realmente tenham propostas que venham melhorar a nossa vida e de toda a sociedade brasileira.

Viva os Trabalhadores e Trabalhadoras do nosso Amazonas e do Brasil! Viva nossa UGT/AM!

Entre em Contato

Fale Conosco

Fale com o Presidente

UGT Amazonas
Endereço: Av. Tarumã, 779 - Centro, Manaus - AM, 69025-040
Telefone:(92) 3084-4029